segunda-feira, 11 de julho de 2016

É só Poesia

Que da dor sai a poesia
Muita gente acredita
Mas que rancor,
Gente sofrida.
A poesia apenas imita a vida.

O poeta se debruça sobre o mundo,
Sobre o tempo,
Sobre a alma.
Tentar mensurar sua fonte
É egoísmo inútil.


Dar a volta por cima e achar a palavra
É ofício pra quem desfruta do verso.
O artífice das letras constrói monumentos
E no lúdico cria seus próprios tijolos.



O mundo é tão vasto e tão mundo
Que neste universo que chamas poesia
Sempre há espaço pro novo,
Ainda que nascido da agonia.